Institucional Quem Somos História

Nossa História

35 anos de aea pr

^
1985

Fundação AEA PR

 Fundada em 30 de outubro de 1985 e filiada à Fenacef – Federação Nacional das Associações dos Aposentados e Pensionistas da Caixa.

^
2002

Sede Própria na Monsenhor Celso

Com o crescimento, veio a necessidade de espaço físico, pois a Associação só tinha duas mesas: uma grande, onde continuava a ser servido o tradicional lanche das quartas-feiras, e outra menor, onde o Presidente e os demais diretores faziam seus despachos.

^
2006

Ampliação da sede

 

Com o aumento da arrecadação, mais sócios e possibilidade de ampliação da atuação. Com uma boa administração dos recursos arrecadados, foi possível adquirir mais um andar no mesmo endereço.

 Quem Somos

Associação dos Economiários Aposentados do Paraná 

Órgão de defesa dos interesses dos aposentados e pensionistas da Caixa, fundada em 30 de outubro de 1985 e filiada à Fenacef – Federação Nacional das Associações dos Aposentados e Pensionistas da Caixa.

Tem como objetivo principal defender os direitos dos aposentados e pensionistas, inclusive ajuizando ações judiciais coletiva. Também congrega os associados por meio de atividades sociais, culturais, esportivas, de recreação e lazer.

 

História

Por Benedito Silvano Bonacordi

Na década de 80, todas as quartas-feiras, um grupo de aposentados e pensionistas se reunia no 15º andar do prédio da Caixa Econômica Federal para tomar um chá, colocar as novidades em dia e trocar ideias. Com o passar do tempo, o grupo chegou à conclusão que deveria ser criada uma Associação para defender os interesses da classe.

Em 09 de outubro de 1985, foi criada a AEA-PR, sendo administrada inicialmente por uma Comissão Provisória Executiva, de maio/85 a maio/86, composta pelos aposentados Srs. Othelo Werneck Lopes, Giselda Pereira Brito, Alexandre Drabik e Hirton de Freitas Diz.

Em novembro de 1998, o então Presidente Sr. Alexandre Drabik, Presidente da Diretoria Executiva e duas vezes Presidente do Conselho Deliberativo, depois de anos lutando à frente da AEA-PR, convidou os colegas Dirceu Baldi Rosa e Benedito Silvano Bonacordi para compor uma chapa concorrente à eleição daquele ano, da qual saíram vencedores. Até aquela eleição, também foram Presidentes da Associação os colegas aposentados Hirton de Freitas Diz e Agadir Damas Soares.

O principal objetivo dos novos eleitos era fazer a AEA-PR funcionar como uma empresa, mas como poderiam fazer isso sem espaço físico e sem equipamentos, já que naquela época todo as maquinas e móveis era cedidos pela Caixa? A Associação possuía apenas um microcomputador, modelo 386, já ultrapassado, uma linha telefônica e um ramal do PABX da Caixa.

Apesar das dificuldades, foram à luta com os demais membros. Já existia a Farmácia, em sociedade com a APCEF-PR, que funcionava precariamente numa mesa de escriturário. O primeiro passo foi organizá-la num local isolado, seguindo as normas da Anvisa e do Conselho de Farmácia, com a contratação de uma farmacêutica para  atender e orientar os aposentados, pensionistas e pessoal da ativa.

O estatuto da época previa uma alçada para o Presidente da Diretoria Executiva de  três salários mínimos, que representava cerca de R$ 300,00. Para qualquer investimento que ultrapassasse esse valor era necessário apresentar três orçamentos e obter autorização do Conselho Deliberativo, o que tornava os procedimentos morosos. 

Daquela maneira ficava difícil fazer a AEA-PR crescer,  então foi realizada a reforma do Estatuto, que foi aprovado em Assembléia Geral, dando mais autonomia para a Diretoria Executiva executar seus planos e funcionar de forma mais ágil.

Com o crescimento, veio a necessidade de espaço físico, pois a Associação só tinha duas mesas: uma grande, onde continuava a ser servido o tradicional lanche das quartas-feiras, e outra menor, onde o Presidente e os demais diretores faziam seus despachos.

As tratativas com a Caixa para conseguir um espaço maior mostraram-se infrutíferas,  chegando-se à conclusão que era o momento de AEA-PR ter um imóvel próprio, para poder dar mais conforto e melhor atendimento aos associados, cujo quadro estava crescendo.

Com o dinheiro que havia em caixa, em 2002, foi adquirido um andar comercial inteiro, com 247m2, na Rua Monsenhor Celso, 231, 4º andar, onde foi instalada a Farmácia e também o escritório de Representação da Funcef no estado, permitindo ao associado tratar de todos os assuntos do seu interesse no mesmo lugar.

Com o aumento das despesas era necessário conseguir renda para cumprir os compromissos financeiros. O primeiro passo era conseguir aumentar o quadro de associados. Também foi feito um convênio com a corretora de Seguros Amauri Bueno e aberta uma apólice de Seguro de Vida em Grupo para os aposentados e pensionistas, que garantem uma renda razoável para AEA-PR. 

Com uma boa administração dos recursos arrecadados, foi possível adquirir mais um andar no mesmo endereço. Hoje a AEA-PR é proprietária de dois andares, um administrativo e outro para atividades de lazer. Conta, ainda, com três empregados.

O Presidente da AEA-PR é membro do Conselho Deliberativo da Fenacef, que tem sede em Brasília, para onde é convocado mensalmente para reunião, onde são tratados assuntos de interesse dos aposentados e pensionistas, com a diretoria da Caixa e da Funcef.

 

Conheça um pouco mais sobre a AEA PR

 Em 2020 nossa associação completou 35 anos, para comemorar e relembrar um pouco desta história produzimos um pequeno vídeo comemorativo.

novos sócios

Quer se associar a AEA PR?

Endereço

Rua Monsenhor Celso, 231
Andares 4 e 5 – Centro
Curitiba PR
80010-150

Contato

Acesse nossas redes sociais