AEA-PR participa de ato nacional em defesa do Saúde Caixa

Aposentados e funcionários da Caixa vestiram camisetas brancas e participaram hoje do ato nacional em defesa do Saúde Caixa, com manifestação pacífica, em frente à praça Carlos Gomes. Associados da AEA-PR levaram faixas, reivindicando a manutenção do plano de saúde, a revogação da Resolução 23 da CGPAR (que determina as mudanças no Plano) e a aprovação do Projeto de Decreto de Lei 956, que visa sustar os efeitos da Resolução.

“A situação é grave e não temos garantia nenhuma sobre a manutenção do Saúde Caixa, mesmo para aqueles que estão na ativa. A importância da mobilização é de que o Acordo Coletivo é soberano em relação à resolução. Então, temos que conscientizar os colegas da ativa que eles também estão ameaçados por uma resolução unilateral – mesmo porque nosso plano é superavitário e bem gerido”, explica o presidente da AEA-PR, Jesse Krieger.

 

A movimentação na AEA-PR começou mais cedo, com café da manhã colaborativo, realizado entre associados da AEA-PR e APCEF-PR, com a presença do presidente da Associação da Caixa, Vilmar Smirdale. O presidente da AEA-PR  apresentou o contexto de ameaças aos associados e reforçou a importância do apoio ao movimento e de atuação concreta em defesa do Plano. “Evidentemente, temos que nos mobilizar e tomar medidas concretas, como a luta pela aprovação do PDC 956, que visa revogar  a Resolução 23”, afirma Jesse.

 

 

Manifestação nacional

Daniel Oliveira Soares é aposentado da Caixa de Ribeirão Preto e, estando temporariamente em Curitiba,  procurou a AEA-PR para se unir ao grupo de associados e participar do ato. 

“Minha preocupação é a manutenção da minha saúde e dos economiários de forma  geral.Estamos já tendo que pagar o equacionamento da Funcef, uma conta que não é nossa, e agora ainda temos esse risco de direitos do Saúde Caixa. Temos que nos manifestar e mostrar ao governo que estamos indignados. Trabalhei na Caixa por 25 anos com a expectativa desse benefício, como todos colegas. Não faz sentido agora tirarem esse direito que é nosso”, afirma o ex-economiário.

Representantes do Sindicato dos Bancários e da Contraf-CUT estiveram juntos na manifestação e reforçaram a importância da conscientização e da união de toda classe, independente de posicionamentos de categorias, pela defesa do Saúde Caixa.

“Nacionalmente, estamos realizando a manifestação ‘Saúde Caixa: eu Defendo’.Trata-se de um ato unificado de manifestação contra essa resolução que afeta todas empresas estatais, em prol do direito da maioria, em defesa do Saúde Caixa”, afirma Antônio Luiz Firmino, secretário de finanças do Sindicato dos Bancários.

Atenção associado!

A sede da AEA-PR em Curitiba estará fechada nos dias 15 e 16 de novembro, em razão do feriado.