Alerta! Tentativa de golpe

Alguns colegas estão  recebendo correspondência de uma suposta seguradora, denominada APS – Associação Portuguesa de Seguradores – com sede em São Paulo, notificando que há, em favor do destinatário, uma quantia referente ao rateio do fundo de reservas de plano previdenciário complementar, que foi adquirido pela seguradora.

Diz ainda a referida correspondência que o pecúlio  foi cancelado sem aviso prévio ou acerto financeiro na época, o que gerou uma ação coletiva no TJSP, que incluiu como beneficiários todos aqueles que contribuíram por mais de 60 meses.

A correspondência, aparentemente regular, com informação de endereço, telefones e CNPJ da empresa, chama o suposto beneficiário para um acordo judicial, na qual vai receber um valor atrativo, sendo que para isso tem algumas custas legais a pagar.

Trata-se de um golpe. É necessário estar alerta para esse tipo de correspondência ou telefonemas similares. Nunca deposite dinheiro na conta de alguém, seja pessoa física ou jurídica, de origem desconhecida. Certifique-se antes. Desconfie de promessas de recebimento de dinheiro ou prêmios. Denuncie.